O Fantástico submundo gospel... Áudio gravado de discussão da Cantora Daniela Araújo...
É o que deve acontecer com muitos "ídolos gospel".

Esta notícia eu peguei do site Gospel +:
https://noticias.gospelmais.com.br/audio-discussao-vicio-drogas-daniela-araujo-91892.html

Confira abaixo:

Um áudio com uma discussão intensa em que supostamente a cantora Daniela Araújo discute com o namorado, Victor Romanini, por causa do uso de drogas está percorrendo as redes sociais e gerando enorme rebuliço.

O áudio, publicado por Romanini na última segunda-feira, 07 de agosto, às 19h29 em sua página no Facebook, mostra uma discussão entre ele, um rapaz chamado Felipe e uma mulher. A voz feminina, atribuída a Daniela Araújo, é bastante parecida com a da cantora.

Furiosa, Daniela Araújo profere palavrões e outros termos depreciativos para criticar a atitude do Romanini, que pelo que se compreende da discussão, teria surpreendido o repasse de drogas de Felipe para a cantora. “Você ameaçou ele de polícia, seu babaca!”, berra a mulher durante a discussão.

A discussão progride e Romanini tenta dialogar com Felipe, dizendo que não poderia fechar os olhos para a situação, pois drogas não fazem bem, e o rapaz, contrariado, diz que não vai poder se manter “amigo da Dani” numa circunstância como aquela.

Em outro momento da discussão, Daniela Araujo pede perdão a Felipe pela situação, insiste que ele entre em seu carro para que possam resolver o problema longe de Romanini, mas o rapaz pede a ela para ter calma, enquanto ela se refere ao namorado como “criança”.

Victor Romanini insiste na discussão afirmando que é evangélico, que o “vício é pecado” e diante das provocações de Daniela, pondera que “se eu denunciar, você sabe o problema que isso vai dar”, ao passo que a cantora responde: “Denuncia! Seu filho da p… Vamos ver onde você vai chegar com isso, eu não tenho medo de você, não, seu fraco, babaca. Eu estou com medo de você, não quero ver você na minha frente”.

Enquanto Felipe tenta arrefecer os ânimos, Romanini se dirige a Daniela e diz: “Eu tirei droga da sua mão. Eu quero seu bem”. Nesse ponto, até o suposto traficante, Felipe, diz: “A intenção dele é boa”.

Descontrolada, Daniela pede que Felipe reviste Romanini e diz: “Eu quero que você morra”. Depois da discussão, Victor Romanini usou as redes sociais para expor a situação ao público e destacou que sua atitude foi tomada por não se conformar que o dinheiro dos cachês da cantora, oriundo dos dízimos, não poderiam ser gastos com drogas impunemente.

“O dinheiro dos dízimos e das ofertas não podem ir para droga, e ainda mais pra quem está fazendo isso sobre o púlpito”, escreveu Romanini. “Hoje faço isso para que ela tome consciência dos atos… posso até estragar uma coisa linda que muitos admiram, inclusive eu, porém eu prefiro uma Daniela fora do palco do que uma na vida das drogas”, justfica-se.

Pelo relato de Victor Romanini, ele teria saído de Milão, na Itália, para viver com Daniela Araújo no Rio de Janeiro. A cantora, divorciada do também cantor Leonardo Gonçalves, o teria conhecido durante viagens à Europa.

“Pelos meus erros – que foi estar morando com ela – peço perdão. Não só a pastores, mas a todos vocês que ouvem suas músicas… Me julguem, critiquem, mas ninguém nunca saberá como foram as coisas… Hoje as coisas mudam… se houver sinceridade, então aí sim vai começar uma mudança”, encerrou o rapaz.

Ouça a discussão (o áudio contém palavrões e gritaria):

 

MAIS UM ÁUDIO QUE SAIU AGORA:

Que coisa triste...

Fonte:https://noticias.gospelmais.com.br/audio-discussao-vicio-drogas-daniela-araujo-91892.html

Leia mais: Áudio atribuído a Daniela Araújo mostra estrela gospel pedindo drogas

Cantora gospel Daniela Araújo sai do Facebook após áudio sobre drogas atribuído a ela

Judeus esperam que seja um cumprimento profético que apressará a vinda do Messias

Pela primeira vez em 2.000 anos, um grupo de sacerdotes da ordem sacerdotal judaica que vivem em Jerusalém está sendo preparado para entrar no Santo dos Santos, local de acesso restrito a eles, segundo o Antigo Testamento.

Como não se sabe sua localização exata, muitos rabinos proíbem os judeus de subirem ao Monte do Templo, temendo desobedecer a Torá. Contudo, a organização de “resposta rápida de desastres” em Israel, ZAKA, anunciou a decisão de mudar sua política após os recentes conflitos no local, que deixaram vários mortos.

No dia 14 de julho, um terrorista palestino atacou policiais no Monte do Templo e matou dois, sendo abatido imediatamente. A presença de três cadáveres é considerada uma “impureza ritual” no local mais sagrado do judaísmo.

 

Mas essa tragédia serviu para alertar as autoridades religiosas que um plano de resgate especial precisava ser feito. “Quando o povo judeu não está andando com rapidez, Deus permite algo para forçar isso”, disse Yaakov Hayman, um conhecido ativista pela construção do Terceiro Templo. “Não estávamos nos preparando para isso, então aconteceu algo que nos obrigou a lidar com essa possibilidade”.

A “nova situação”, explica ele, fez com que fosse retomado o treinamento dos Kohanimdescendentes diretos do sumo-sacerdote Arão. Há cerca de dois mil anos isso não acontecia.

Inicialmente, o propósito deles não será oferecer sacrifícios ou interceder pelo povo judeu, mas recuperar corpos, caso surja essa necessidade. O Instituto do Templo vem treinando sacerdotes, mas nenhum com essa tarefa específica.

O Conselho, liderado pelo rabino Avigdor Nebenzahl, decidiu que existe uma ‘obrigação religiosa’ de remover-se cada corpo morto do Monte do Templo: judeus, gentios e até mesmo terroristas. Mas em determinadas situações, apenas os Kohanim poderiam fazer esse trabalho.

O fato é que o contato com cadáveres os tornaria ritualmente impuros, mas a decisão do conselho dos rabinos é que eles não podem permitir que todo o local fique “contaminado”.

“O treinamento exigirá um entendimento de leis da Torá que nosso povo não usa há milhares de anos, diferentemente da maioria das leis que seguimos uma vez por ano, mensalmente ou até diariamente”, explicou o presidente da ZAKA, Yehuda Meshi-Zahav.

Após um encontro do Conselho Rabino do ZAKA, foi anunciado que “O Har HaBayit [Monte do Templo] é nosso lugar mais sagrado e há uma exigência de que todos os objetos ritualmente impuros sejam removidos o mais rápido possível”.

Obviamente, a decisão trouxe esperança que isso tenha consequências proféticas. “É claro, esperamos que ao dar ao Monte do Templo o devido respeito que ele merece, apressaremos o Messias. Queremos que a redenção venha o mais rápido possível”, explica Meshi-Zahav.

“Certamente, há algo interessante acontecendo aqui”, disse o rabino Ari Kahn, membro do Conselho e um dos principais líderes religiosos do assentamento Giv’at Ze’ev. Ele destaca que é impressionante assistir aos rabinos tomando decisões que não são feitas há centenas e centenas de anos.

A seleção dos primeiros Kohanim preparados para a tarefa já começou. Eles receberão treinamento religioso, mas também de primeiros-socorros. Os membros dessa equipe de devem ser “pessoas religiosas, tementes a Deus e conhecedoras da lei judaica”, segundo o Conselho.

Esperando pelo Leão de Judá

Falando ao Israel Breaking News, Yaakov Hayman lembra que, segundo a tradição, a situação que eles vivem hoje em relação ao Templo foi profetizada em Miquéias 3:12 e o povo judeu deveria lembrar que existem outras profecias sobre o local que ainda não se cumpriram.

Para ele, a mensagem das profecias é que se o povo judeu não tomar o controle do Templo para fins sagrados, outras nações iriam profana-lo.

“É como um leão sendo incomodado por moscas. De vez em quando, ele abana a cauda, mas não faz muito mais que isso. Então ele ruge e isso muda o quadro todo”, explica o ativista.

“Estamos apenas esperando o rugido do leão de Judá, que causará o movimento que colocará tudo debaixo de seus pés e indicar que a redenção chegou aqui”. Portanto, esse seria um dos últimos sinais que antecedem a edificação do Terceiro Templo.

O anúncio ocorre numa época do ano significativa. Esta semana os judeus praticantes fazem lamentações pelo Tisha B’Av, data que, segundo a tradição, foram destruídos os dois primeiros templos: pelas mãos dos babilônicos no ano 586 a. C. e a destruição feitas pelos romanos no ano 70 d.C.

Eu achei muito interessante este livro apócrifo. Por mais que seja apócrifo ele tem uma mensagem muito interessante, até mesmo linda quando se refere ao que acontece no inferno com a morte de Jesus. O que está descrito nele é bem impactante. 

Quando estava lendo o livro de Gênesis na bíblia me deparei com a aseguinte história:
E a Éber nasceram dois filhos: o nome de um foi Pelegue, porquanto em seus dias se repartiu a terra... (Gn 10.25).

Em minhas mente conclui rapidamente que de fato existira então o tal continente único a Pangéia. Isso foi a minha descoberta fantástica, para mim do que a bíblia revela da história da humanidade.

Claro que depois comecei a pesquisar o assunto e descobri as suas vertentes de pensamento:
Uma diz que a Pelegue foi a separação de povos e línguas que aconteceu na torre de babel, quando nos dias de Pelegue (e que o pai dele Heber foi profeta por ter colocado o nome dele profetizando o acontecimento), houve separação das terras.

Outra linha diz que foi a separação dos continentes mesmo, separação de terra, espaço entre as terras e não de línguas e nações, visto que aparenta ser que Pelegue aconteceu depois da torre de Babel.

Se Héber era pai de Pelegue e Eber é que vem da raiz dos hebreus então Eber já era conhecido como morador de um lugar distinto, Do outro lado do rio... é o que diz seu nome..

Mas enfim eu ainda acredito que Pelegue seja sim a separação de porções de terra, de continentes pois é a tradução melhor que se dá para isso dos originais da bíblia... Para você saber mais pesquise na Internet sobre o assunto e suas traduções, será melhor do que eu escrever aqui... Palegue, Lashom e palavras assim são bem distintas umas das outras.

A "teoria de Pangéia" para mim fica mas plausível quando eu enxergo o dilúvio com Noé e arca. Se choveu em toda terra fica bem mais fácil entender assim.
Daí eu não preciso ficar tentando explicar muito em que parte da terra choveu... hora se a terra ainda não havia se dividido, então de fato choveu nela toda.

O que acontece é que as vertentes tendem a desmistificar o mito... Ou seja querem dar explicações humanas ao que sobrenatural de Deus. Se foi Ele quem fez todas as coisas pelo seu poder, quando nada existia... porque Ele não pode agir sobrenaturalmente naquilo que agora existe porque Ele Criou.

É claro que a minha Fé não fica abalada no caso de se foi assim ou se não foi assim mas, eu sempre vou preferir acreditar o no extraordinário de Deus.
Par mim foi assim, os continentes se separaram sim, porções de terra foram separadas pelo mar (PALAG), inclusive deste nome vem a origem de reigiões pelágicas.

Assim foi nos dias de Noé quando o dilúvio inundou toda a terra matando todos os seres vivos que viviam na terra, salvando-se só Noé seus filhos, noras e esposa, e o s animais que Deus o mandou recolher. Esse pensamento me faz acreditar também na origem da terra em seus 6.000 a 7.000 anos de existência, tendo também o entendimento que grandes animais como os dinossauros também viviam neste época e, que foram extintos juntamente como tantos outros no dilúvio. O que me leva crer também que o petróleo não é um combustível fóssil, haja vista que para tantos os milhões de anos necessários para o formar não existiram.

Acredito sim que em tudo isso há a grandeza de Deus o Criador.

 

 

 

 

Livro A Unção
Indicação de Livro

Neste livro, BENNY HINN mostra como os sedentos pela unção divina podem preparar-se para recebe-la e quais são os maravilhosos efeitos do toque de Deus em sua vida.

A UNÇÃO retoma o assunto no ponto em que BOM DIA ESPIRITO SANTO terminou, conduzindo o leitor a uma experiência viva e transformadora com o Pai, o Filho e o Espirito Santo, levando você a experiementar o verdadeiro poder de Deus. Benny Hinn apresenta sete chaves para que você possa receber a verdadeira e completa unção divina.

OPINIÃO:

Gostei do livro achei bem interessante esta questão do Espírito Santo. Valeu a pena a leitura deste livro.
Apesar de tudo que falam mal o do que falam bem de Benny Himm, ainda acredito que Ciusas boas saem das literaturas deste homem.

A parada gay de São Paulo, que aconteceu num domingo (18/07/17) atraiu milhões de pessoas em defesa da agenda LGBT, como ocorre há mais de 20 anos.

Um dos maiores eventos do tipo no mundo, a Parada teve como tema a laicidade do Estado, enfatizando que a população LGBT não quer deputados religiosos aprovando leis conservadoras. A organizadora Claudia Regina afirmou à imprensa: “Nossos principais inimigos hoje são os fundamentalistas religiosos.”

O pastor foi José Barbosa Júnior, que se identifica como batista, fez um breve discurso na abertura da Parada, afirmando representar o movimento “Jesus cura a homofobia”. Ele pediu perdão à comunidade LGBT pelas “mazelas” que os evangélicos causaram durante anos.



“Eu quero dizer, para deixar bem claro aqui, que Malafaia, Feliciano e tantos outros não representam todos os evangélicos do Brasil. Os evangélicos amam, sim. A gente tá aqui para falar que toda forma de amor é abençoada por Deus”, enfatizou o líder religioso, que ostentava uma camiseta pedindo a união de todas as religiões, cujas letras eram das cores do arco-íris.

Ele também usava um adesivo “Amar sem Temer”, slogan de movimentos gays de esquerda que pedem a saída do presidente Michel Temer.

Ele defendeu ainda que “Vocês podem sim se divertir e se amar, porque Deus está com vocês. Barbosa Júnior bancada evangélica é uma vergonha para o Evangelho e para todas as igrejas”.

No final, ressaltou ainda defender “um Estado totalmente laico”.

Fonte: gospelprime

Minha Posição

Eu mesmo não conheço este "pastor"... Se Feliciano, Malafaia e outros não representam todos os evangélicos, muito menos este senhor aí representa.

Na verdade quem representa os evangélicos aqui? Cada denominação ou suas associações é quem as representam, os evangélicos são representados cada um por si mesmo, cada um com sua fé e forma de expressar. O certo é que a maior representação de um evangélico é daquele que segue fiel as escrituras, o que na verdade é o contrário. Nós evangélicos é que representamos algo aqui nesta terra... representamos o evangelho de Jesus Cristo e anunciamos as boas novas de salvação... enfim...

Pedir desculpas em nome dos evangélicos?!?!?!? Agora ele virou oi papa dos evangélicos, se já não bastassem os apóstolos, agora um se autodenomina o intermediador do povo evangélico e, pede desculpas por algo que eu (como "evangélico"), nunca cometi.

Deus não sei o que lá toda forma de amor é "abençoada"... "toda forma de amor é abençoada por Deus" -  A tá amor, ele está falando de amor... ele não tá falando de sodomia, homossexualismo, pedofilia, estupro, fetiches, adultérios, sado-masoquismo, bestialidade, fornicação, masturbação, etc.

Ele fala de amor... a não ser que tudo isso para esse "pastor" seja amor.

Se quer amar filhote? Fale a verdade, pregue a verdade... pregue a palavra... O que aconteceu a Sodoma e Gomorra ? De onde vem o nome sodomizar ?

Não vamos nem entrar na teologia, porque o objetivo aqui e até mesmo do site não é teologizar e sim simplificar a verdade, verdade esta que é Jesus.

Deus é amor, e até mesmo na lei que mandava os homens amarem, este amor não foi capaz de salvar o homem do salário do pecado que é a morte. O único amor que foi capaz de nos salvar foi o próprio amor de Deus, manifestado em seu filho Jesus Cristo que deu a vida por nós, para que obtivéssemos vida, salvação.

Que amor é este "pastor" José Barbosa Júior? O Senhor peca quando faz tal afirmação e nos entristece por falar coisas do espírito do anti-cristo.

"Nem todos que dizem  Senhor, Senhor entrarão no Reino de Deus".

Minha singela opinião. 

Na época do dilúvio ocorreu a primeira onda de anjos pecaminosos que foram aprisionados no Abismo, ficando fora do nosso caminho. Quanto a Satanás, “iniqüidade” foi encontrada nele, mas ele ainda não fora lançado do céu. Logo após o dilúvio parece não haver menção  da existência de outros anjos caídos. Neste capítulo tentaremos esclarecer uma segunda invasão da terra feita pelos anjos caídos.

Em vários lugares a Bíblia menciona que as nações estão, de alguma forma sob a jurisdição de vários anjos. Em Hebreus está de forma implícita que o mundo atual esta de alguma forma submetidos sob os anjos, mas o mundo futuro  não será submetido aos anjos.
 
 5  Pois Deus não deu aos anjos o poder de governar o mundo novo que está por vir, o mundo do qual estamos falando.
Hebreus 2:5″
 
A palavra “sujeição” aqui é “hupotaxis” no grego, e significa “sub-ordenados“. A palavra para “ordenado” é “táxis”, que refere-se a ordem correta em que as coisas devem ser feitas, ou um tipo de organização ou convênio. Esta palavra é usada mais freqüentemente para se referir à “ordem de Melquisedeque”, o sacerdote ( comparando com a ordem dos sacerdotes levitas)Como tal significado aqui é mais literal ,significa que o mundo atual é organizado sob os anjos em algum tipo de  sistema ordenado. Mais detalhes sobre este acordo parece ser encontrado em Dt 4:19
 19  Guarda-te não levantes os olhos para os céus e, vendo o sol, a lua e as estrelas, a saber, todo o exército dos céus, sejas seduzido a inclinar-te perante eles e dês culto àqueles, coisas que o SENHOR, teu Deus, repartiu a todos os povos debaixo de todos os céus.

Deuteronômio 4:19 .

 
O exército do céu aqui são os anjos. Este versículo deixa claro que Deus dividiu todas as nações a estes anjos. No entanto,  também está claro que, apesar das nações estarem divididas entre estes anjos,  as pessoas não estão aqui para servir ou adorar a estes anjos.

Esta divisão das nações aos anjos parece ficar mais clara em Daniel, capítulo 10. Daniel tem uma visão de um anjo, que mais tarde é identificado como Gabriel (Dan 9:21). Gabriel diz várias coisas para Daniel que faz com que essa divisão esteja clara:

 13  Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias; porém Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu obtive vitória sobre os reis da Pérsia.
Daniel 10:13.
 20  E ele disse: Sabes por que eu vim a ti? Eu tornarei a pelejar contra o príncipe dos persas; e, saindo eu, eis que virá o príncipe da Grécia.
 21  Mas eu te declararei o que está expresso na escritura da verdade; e ninguém há que esteja ao meu lado contra aqueles, a não ser Miguel, vosso príncipe.
Daniel 10:20-21 “.
 
 
Aqui vemos que Gabriel vem lutando contra outros anjos, um é chamado de ”o príncipe da Pérsia”, o outro mencionado é ”príncipe da Grécia”, e também Miguel um dos ”primeiros príncipes’‘. Ele é mencionado novamente em Dan 12:
 
 1  Nesse tempo, se levantará Miguel, o grande príncipe, o defensor dos filhos do teu povo, e haverá tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas, naquele tempo, será salvo o teu povo, todo aquele que for achado inscrito no livro.
Daniel 12:1 “
 
Este verso afirma que Miguel é o anjo que representa os filhos de um determinado povo, e este povo é Israel (e também os que são o Israel espiritual de Deus, no contexto aqueles que aceitaram a Jesus Cristo). Miguel também é chamado de arcanjo em Judas 1:9, novamente em relação aos assuntos de Israel.
 9  Contudo, o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo e disputava a respeito do corpo de Moisés, não se atreveu a proferir juízo infamatório contra ele; pelo contrário, disse: O Senhor te repreenda!
Judas 1:9.”
 
Como tal, parece que cada nação tem um anjo responsável pelo país em alguma função, e foi  dessa forma organizado por Deus. Miguel era o anjo de Israel e as nações da Pérsia e da Grécia também tiveram anjos que a eles pertenciam, de alguma forma.
Dr. Michael S. Heiser
argumentou que a tradução grega de Dt 32:8 lança alguma luz adicional sobre este acordo, em seu artigo “Deuteronômio 32:8 e os Filhos de Deus”, no seu trabalho foi onde eu aprendi este tópico .
“Deut. 32:8-9 (com LXX e DSS) – (8)
”Quando o Altíssimo distribuía as heranças às nações, quando dividia os filhos de Adão uns dos outros, estabeleceu os termos dos povos, conforme o número dosfilhos de Israel. Porque a porção do SENHOR é o seu povo; Jacó é a parte da sua herança.
Deuteronômio 32:8-9 “
 
No hebraico se lê ” Quando o Altíssimo dividiu as nações a sua herança, quando separava os filhos de Adão, ele estabeleceu os limites das pessoas de acordo com o número dos filhos de Israel. “

No entanto, em lugar de “filhos de Israel” o grego se  lê:

 “ἀγγέλων θεοῦ” ” anjos de Deus “.
Se o grego está correto, então o que estamos vendo é um evento específico da época em que Deus dividiu as nações de acordo com o número dos anjos de Deus. Isso está especificado quando Deus dividiu toda a humanidade em páises. E quando Deus dividiu toda a humanidade? Deus dividiu a humanidade logo após o incidente da torre de Babel, que  ocorreu muito tempo após o Dilúvio.
 8  Destarte, o SENHOR os dispersou dali pela superfície da terra; e cessaram de edificar a cidade.
 9  Chamou-se-lhe, por isso, o nome de Babel, porque ali confundiu o SENHOR a linguagem de toda a terra e dali o SENHOR os dispersou por toda a superfície dela.
Gênesis 11:8-9 “.
 
Quando o incidente aconteceu Babel não é soletrada especificamente por qualquer um dos personagens da história de Babel. No entanto, em Gn 10:25 uma data mais específica é dada:
 
 25  A Héber nasceram dois filhos: um teve por nome Pelegue, porquanto em seus dias se repartiu a terra; e o nome de seu irmão foi Joctã.
Gênesis 10:25. “
Somando-se cronologias bíblicas, isto colocaria o tempo de Pelegue ter sido cerca de 100 anos após o Dilúvio. E assim foi cerca de 100 anos depois do dilúvio, quando Deus dividiu as nações e limites estabelecidos para elas de acordo com o número dos anjos de Deus. E neste momento, 100 anos depois do dilúvio, não há qualquer razão para pensar que todos esses anjos ainda estivessem em boa posição com Deus.
É foi sua função sobre a nação que lhes foi atribuída? A tarefa mais específica parece ter sido  influenciar os assuntos dos homens, para que justiça fosse feita. Esses anjos eram também referidos como “deuses”:
 
Capítulo 82

 

 1  Deus assiste na congregação divina; no meio dos deuses,estabelece o seu julgamento.
 2  Até quando julgareis injustamente e tomareis partido pela causa dos ímpios?
 3  Fazei justiça ao fraco e ao órfão, procedei retamente para com o aflito e o desamparado.
 4  Socorrei o fraco e o necessitado; tirai-os das mãos dos ímpios.
 5  Eles nada sabem, nem entendem; vagueiam em trevas; vacilam todos os fundamentos da terra.
 6  Eu disse: sois deuses, sois todos filhos do Altíssimo.
 7  Todavia, como homens, morrereis e, como qualquer dos príncipes, haveis de sucumbir.
 8  Levanta-te, ó Deus, julga a terra, pois a ti compete a herança de todas as nações.
 
 
A “congregação dos poderosos” aqui parece paralelo tanto na organização dos filhos de Deus no
tempo de Jó, e também a “assembléia” ou “conselho dos santos”, no Salmo 89.
Jó 1:6
 6  Num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, veio também Satanás entre eles.
 
 
 5  Celebram os céus as tuas maravilhas, ó SENHOR, e, na assembléia dos santos, a tua fidelidade.
 6  Pois quem nos céus é comparável ao SENHOR? Entre os seres celestiais, quem é semelhante ao SENHOR?
 7  Deus é sobremodo tremendo na assembléia dos santos e temível sobre todos os que o rodeiam.
 
E assim torna-se claro que às vezes esses anjos designados para as nações se reuniam diante de Deus. Mas na época de Davi, quando o Salmo 82 foi escrito, por volta de 1000 aC, Deus estava dizendo claramente que os anjos não estavam executando seu trabalho corretamente. Na época de Daniel, cerca de 550 aC, todos o tipo de caos parece ter acontecido. Vamos olhar novamente para Daniel 10:
 
“E disse-me: Não temas, Daniel, porque desde o primeiro dia que aplicaste o teu coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, as tuas palavras foram ouvidas, e eu vim por tuas palavras. Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias , mas, eis que Miguel, um dos primeiros príncipes, veio ajudar-me, e eu fiquei ali com os reis da Pérsia. Então ele disse: Sabes por que eu vim a ti? e agora vou voltar a lutar com o príncipe da Pérsia : e quando eu me for diante, eis que o príncipe da Grécia virá. Mas eu te mostrarei o que está gravado na escritura da verdade: e [há] ninguém que se esforce comigo contra essas coisas, mas somente Miguel, vosso príncipe. “ Dan 10:12-13, 20-21
 
Daniel começou a orar, e Gabriel foi despachado para entregar uma mensagem de Deus para Daniel. Gabriel foi combatido pelo anjo da Pérsia durante 3 semanas, impedindo-o de entregar a sua mensagem, enquanto que Daniel jejuou e orou por 3 semanas. E assim torna-se claro que esses anjos que dominam sobre as nações estavam impedindo um anjo de Deus de entregar uma mensagem e fazer a vontade de Deus durante um período de 3 semanas. O mensageiro só conseguiu passar porque chegou assistência , a ajuda de um anjo mais poderoso , na boa, Miguel.

 

 Isto pinta um quadro que, embora a certo ponto estes anjos se reuniam diante de Deus, e tentavam
fazer a Sua vontade, e que, eventualmente, eles decidiram rebelar-se contra Deus. Na época de Daniel, esses anjos sobre as nações estavam em rebelião de tal modo que Gabriel, enviado por Deus
para entregar uma mensagem, não poderia fazê-lo sem lutar. Ap. 12 deixa claro que a rebelião desses anjos teve algo a ver com a influência de Satanás, que como seu ”rabo”(Influência) arrastou a terça parte das estrelas que estavam no céu de Deus para a terra.
“E viu-se outro sinal no céu; e eis que era um grande dragão vermelho, que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre as suas cabeças sete diademas. E a sua cauda levou após si a terça parte das estrelas do céu, e lançou-as sobre a terra; e o dragão parou diante da mulher que havia de dar à luz, para que, dando ela à luz, lhe tragasse o filho.
Apocalipse 12:3-4  “.
Pode ser que durante este período de tempo entre Davi e do nascimento de Jesus, que estes anjos
que estavam sobre as nações que se tornaram pecadores ficaram em terra a maior parte ou todo o tempo, e pararam de subir na presença de Deus. Isso explicaria o que Ap 12 parece indicar, que eles já estavam na terra devido à influência de Satanás. No entanto, alguns versos mais tarde, após a ascensão de Jesus, houve uma grande batalha no céu. Esses anjos sobre as nações que estavam com Satanás participam desta batalha localizado no céu. E é só depois desta batalha que eles foram lançados para a terra e expulsos do céu permanentemente.
“Ela deu à luz um filho, uma criança do sexo masculino, que” irá reger todas as nações com cetro de ferro. “E seu filho foi arrebatado para Deus e para o seu trono. . .  Então estourou a guerra no céu. Miguel e seus anjos batalhavam contra o dragão, e o dragão e seus anjos revidaram.  Mas ele não eram forte o suficiente, e eles perderam o seu lugar no céu.  O grande dragão foi lançado fora, a antiga serpente chamada o Diabo, ou Satanás, que leva o mundo inteiro a perdição. Ele foi precipitado na terra, e os seus anjos com ele. ” Ap 12:7-9
Como tal, parece que esses anjos sobre as nações fizeram uma escolha de ficar fora do céu, ignorando o sistema organizado por Deus não mais comparecendo para receberem Suas instruções por algum tempo, devido à influência de Satanás. Este parece ter sido verdade no tempo de Daniel, em torno de 550 aC, até o tempo de Jesus. Eles não haviam sido expulsos do céu, mas pareceu que ficaram sobre a terra voluntariamente, embora sob a influência de Satanás. E assim parece ser que durante  este período de tempo que entregaram seu poder a Satanás, pois Jesus chamou Satanás de “príncipe deste mundo” e Satanás disse que todos os reinos do mundo foram entregues a ele e que  poderia dar-lhes a quem ele quisesse ( Mat 4 4).
Mas, depois da Ascensão de Jesus, esses anjos rebeldes sobre as nações tentaram voltar para o céu, e participaram desta grande batalha, perderam a batalha, e depois foram expulsos do céu e expulso para a Terra com Satanás. Só nesse momento eles não foram autorizados a regressar ao céu , a entrada foi interditada. Deve-se notar que o conjunto dos anjos sobre as nações, pode ser composta exclusivamente dos “filhos de Deus” ou do tipo anjos mensageiro  anjos (com aparência humana). Em Jó o termo usado é “filhos de Deus” e no Salmo 82 por semelhante frase “filhos do Altíssimo” . Satanás é um dos querubins, e também não há nada que indique que tivesse uma nação que lhe fosse atribuída. Pelo contrário, como Lucas 4 e Mateus 4 indicam, parece que Satanás de certa forma, convenceu os anjos que tinham as nações que lhes foram atribuídas
para entregarem o seu poder para ele.
Satanás é referido como o “Rei de Tiro” em Ezequiel 28, indicando que ele tinha poder sobre esta nação. No entanto, Ezequiel data para cerca de 580 aC, perto de Daniel , por volta de 550 aC. Como
tal, pode ser que a razão pela qual Satanás foi o “rei de Tiro” naquela época era porque o anjo que dominava sobre a nação de Tiro tinha dado a Satanás o poder sobre o reino. É uma possibilidade. Isaías 14 também se refere a Satanás como o “Rei da Babilônia” e é datado de cerca de 740 aC. Como tal, pode ser possível até o momento que Satanás tinha poder sobre as nações entregues a ele pelos anjos que dominavam as nações,cerca  740 aC. Isto está de acordo com o Salmo 82, que descreve o desgosto de Deus com os anjos sobre as nações, que é datado de cerca de
1000 aC.
Depois que Jesus ascendeu aos céus, milhões destes anjos caídos perderam a batalha no céu e foram atirados à terra, e tem estado aqui desde então em guerra contra os cristãos. Estas são as mesmas referências que Paulo fala repetidamente.
 
Angel of fire
Interpretando a nomenclatura da linguagem original
No Antigo Testamento, o termo “exército dos céus” é “tsaba shayahim” em hebraico. Na Septuaginta grega, esta frase em hebraico é traduzida 3 maneiras, “stratia ouranous”,“dynamis ouranous” e “kosmos ouranous”.
O
mesmo termo “stratia ouranous” é usada em Lucas 2 referindo-se ao “exército dos céus”, que também são chamados de “aggelos”, e estes eram os anjos Santos, enviados aos pastores , anunciaram o nascimento de Jesus” E  no mesmo instante, apareceu com o anjo uma multidão dos exércitos celestiais, louvando a Deus, e dizendo: Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens. E aconteceu que, ausentando-se deles os anjos para o céu, disseram os pastores uns aos outros: Vamos, pois, até Belém, e vejamos isso que aconteceu, e que o Senhor nos fez saber.Lucas 2:13-15 ”
Os
termos “dynamis ouranous” e “kosmos ouranous” também são continuos no Novo Testamento, mas são usados ​​se referindo aos anjos caídos que, na época em que eles eram bons, Deus os havia posto sobre as nações. Agora eles são os anjos caídos que foram lançados à Terra com Satanás, fazendo guerra contra os cristãos.

O termo “dynamis ouranous” é usada várias vezes, que significa “poderes do céu”, mas referindo-se a estes anjos caídos.

” Logo depois da tribulação daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu e os  poderes dos céus  serão abalados: 24:29 Mateus (também Marcos 13:25, Lucas 21:26)
Mas a maior parte do NT, a frase “poderes do céu” fica reduzida a apenas “poderes”,
porém este é uma referência aos mesmos anjos caídos
. Enquanto “santos anjos” são simplesmente chamados de “anjos” a maior parte do tempo, os anjos caídos são referidas com a expressão “poderes”, e com outros termos, para diferenciá-los dos santos anjos.
“e isso é representado pelo batismo que agora também salva vocês — não a remoção da sujeira do corpo, mas o compromisso de uma boa consciência diante de Deus — por meio da ressurreição de Jesus Cristo,que subiu ao céu e está à direita de Deus; a ele estão sujeitos anjos, autoridades e poderes.1 Pedro 3:21-22 “
“Porque estou convencido de que nem a morte, nem vida, nem  anjos , nem principados, nem coisas presentes, nem o porvir, nem  poderes , nem a altura, nem profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor. ” Rom 8:38

 

Estes são alguns versos reconfortantes, afirmando que estes anjos caídos estão submetidos sob o poder e o nome de Cristo, e que não serão capazes de nos separar do amor de Deus que há em Cristo Jesus. Alguns sinônimos são usados ​​aqui bastante intercambiáveis com o termo “poderes”. Os termos “autoridades”(exhousia) e “principados” (arche) também são termos sinônimos para esses anjos caídos.
“Arche” é a mesma palavra  raiz, como no “Príncipe da Pérsia” que lutou com Gabriel e Miguel em Dan 10. E assim “arche” é outro termo usado para esses anjos caídos!
“Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias, mas, eis que Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu fiquei ali com os reis da Pérsia. ” Dan 10:13

“Exhousia” é o mesmo termo que Satanás fala em Lucas 4:6 :

“E o diabo disse-lhe, todo este poder[exousia] te darei, e a glória deles:
por que é entregue a mim, e para quem quero dar-lhe.”
E assim os anjos caídos que entregaram esse poder (exhousia) a Satanás, são muitas vezes referidos como “exhousia” ou “autoridade”. Três vezes Jesus Cristo chamou Satanás, de príncipe ou “archon”, deste mundo, em João 12:31, 16:11 e 14:30. Em Efésios, Paulo chama Satanás de “príncipe das potestades do ar”ou “arconte” dos “exhousia” do ar.
( ENTÃO, AMIGOS DO APOCALINK, QUANDO DENOMINARMOS ESTES ANJOS CAÍDOS DE ”ARCONTES’‘ EM NOSSOS ARTIGOS, VOCÊ JÁ SABERÁ O QUE SIGNICA!)
“Exousia” também é encontrada em Dan 7:6, relativo à Fera que sai do Mar, “Depois disso, vi um outro animal, que se parecia com um leopardo. E nas costas tinha quatro asas, como asas de uma ave. Esse animal tinha quatro cabeças, e recebeu autoridade(exhousia) para governar.Daniel 7:6 “.

A mesma profecia da Besta que sai do Mar é contada novamente em Apocalipse 13:2:

  “E
a besta que vi era semelhante ao leopardo, e seus pés eram como os pés
de um urso, e a sua boca como a de um leão: e o dragão deu-lhe o seu
poder, e o seu trono e grande autoridade [exousia] “.

O termo “kosmos ouranous” no Novo Testamento, fica transformado em 2 frases diferentes ;
1– ”kosmos arconte” (singular)
2-“kosmos-krator”  (plural)Isso significa príncipe ou governante  deste mundo, ou os governantes deste mundo.

Em João 12:31, (16:11, 14:30) Jesus usa o “kosmos arconte”referindo-se a Satanás;   “Agora é vindo o juízo a este mundo: agora  o  príncipe deste mundo  será expulso. ”  O termo “kosmos-krator” é usado em Efésios 6, onde vários de todos esses termos são usados:
”Coloque toda a armadura de Deus, para que sejais capazes de permanecer firmes contra as astutas ciladas do diabo. Porque não lutamos contra a carne e o sangue, mas contra  os principados (arche) , contra autoridades (exhousia), contra os dominadores(kosmoskrator) das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade nas regiões celestes [lugares].” Ef 6:11-12Entendamos o que significam estes termos, Efésios 6:12 diz três vezes que estamos lutando contra os anjos caídos, e também contra , em um termo mais amplo , “hostes espirituais da maldade”, que também abrange todos os espíritos malignos, incluindo os chamados demônios.
Enquanto o “kosmos archon”, Satanás, é o chefe, os kosmos-krator” são os anjoscaídos sob as ordens de Satanás, governando as trevas deste mundo.
OBS: ESTÃO ACHANDO COMPLICADO ENTENDER ISTO, AMIGOS DO APOCALINK? POR ISTO DEVEMOS ESTUDAR A PALAVRA PARA ENTENDERMOS TUDO.
A palavra em Efésios 6:12 para a escuridão “, skotos” é a mesma palavra em:
“Para abrir seus olhos para que eles possam convertam das trevas [skotos] à
luz, e do domínio[exousia] de Satanás para Deus, para que possam receber perdão dos pecados e herança entre os que foram santificados pela fé em mim.” Atos 26:18
“Quem tem nos libertado do poder [exousia] das trevas [skotos], e nos transportou para o reino do seu Filho amado. Col 1:13 .

Muitos destes termos também são encontrados em Ef 1:19, juntamente com outro sinônimo, o domínio “kyriotes”. E  que é a suprema grandeza do seu poder para nós que cremos. Estes
estão em conformidade com a operação da força do Seu poder que Ele trouxe em Cristo, quando Ele ressuscitou dos mortos e fazendo-o sentar à Sua direita nos lugares celestiais, muito acima de todos 
(os principados (arche) e autoridades exhousia ) e poder (dynamis) e domínio (kyriotes) , e de todo nome que se possa mencionar, não só neste século, mas também no vindouro. E colocou todas as coisas  debaixo de seus pés, e lhe colocou como cabeça sobre todas as coisas para a igreja, que é o Seu corpo, a plenitude d’Aquele que preenche tudo em todos.

 

O termo “kyriotes” ou “domínio” também é usado em Cl 1:16, 2 Pe 2:10, e 1:8. Judas, aparentemente também usa em referência aos anjos caídos, e o termo “doxa” é usado um pouco e alternadamente também em referência aos anjos caídos.

Em outras palavras, o Novo Testamento menciona estes anjos caídos em muitos lugares. Vários diferentes termos sinônimos são usados, mas todos eles , de maneira geral em referência a esses mesmos anjos caídos. Esta foi  a segunda onda de anjos caídos, muitos ou todos eles a quem foi
dada a responsabilidade sobre as nações, que mais tarde eles entregaram este poder a Satanás fazendo dele o “príncipe deste mundo”, que lutou contra os santos anjos , depois da ascensão de Jesus  e os perdidos foram lançados à Terra, juntamente com Satanás, e que atualmente fazem guerra contra o povo de Deus.
O livro de Apocalipse não  específica sobre quando serão lançados no lago de fogo. Pode ser depois da volta de Jesus em que os exércitos da Besta são derrotados, e a besta é lançada no lago de fogo. Ou pode ser que eles continuem a vagar pela terra, enquanto Satanás estará preso no Abismo por um milênio, ou poderão estar presos com ele. Mas, sem dúvida que eles serão lançados no lago de fogo, com Satanás em algum momento durante os eventos do Apocalipse, como disse Jesus:
” Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda, Afastai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o  diabo  e seus  anjos ” Mateus 25:41

 “”Digam-lhes isto: ‘Esses deuses, que não fizeram nem os céus nem a terra, desaparecerão da terra e de debaixo dos céus’. “Jeremias 10:11

Teologia inclusiva existe na periferia do movimento LGBT e, de tempos em tempos – na maioria das vezes, às vésperas de uma Parada Gay – a mídia joga holofotes sobre figuras que se apresentam como lideranças religiosas revolucionárias. E esse é o caso de Alexander Salvador, 36 anos, visto como “a primeira pastora trans” da América Latina.

Salvador, que prefere ser tratado como Alexya, cresceu em uma família católica e chegou a frequentar o seminário para ser padre. No meio dos estudos, desistiu da ideia do sacerdócio por saber que tinha atração por homens.

“Quando terminei o curso de Filosofia saí do seminário, entendi lá não era o lugar para mim. Eu tinha dentro de mim esse peso de Deus me condenar. Não queria ser um padre e causar mais um escândalo para a igreja”, afirmou, em entrevista ao portal Vice.

Convencido de que não seria um heterossexual, procurou os pais para dizer que tinha conflitos quanto à sua sexualidade: “Meu pai foi logo dizendo: ‘Se você for viado eu até aceito, mas se eu vir você vestida de mulher, eu te mato’. Na hora tive que pensar rápido e vi que seria uma porta aberta me aceitar como um homem gay”, contou.

Comunidade

Em 2009, conheceu Roberto Salvador, homossexual, e iniciou um relacionamento que dois anos depois foi oficializado na Igreja da Comunidade Metropolitana (ICM), adepta da teologia inclusiva, que realiza cerimônias de uniões homossexuais.

Em 2012, depois de conviver um ano com outros frequentadores da ICM, como travestis e drag queens, ensaiou sua mudança de identidade usando apetrechos e roupas femininas. Esse foi, no entanto, o primeiro passo para a transformação completa da aparência. “Tive medo de perder meu marido se me assumisse mulher”, disse.

O medo de perder o companheiro veio porque Alexya se vê como mulher, e o marido sendo homossexual, poderia rejeita-lo: “Ele tinha tudo para falar que era gay e me largar, mas ele falou que me ama independentemente do que ele está vendo”.

A frequência na ICM, aliada ao histórico prévio de estudo religioso no seminário, rendeu um convite para ser “diaconisa” na denominação. Passou a mesclar suas atividades clericais com o trabalho diário, que consiste em dar aulas de português e inglês em dois colégios, cuidar dos filhos adotivos e do companheiro, além de costurar como forma de aumentar a renda.

Heresias

O cargo de diaconisa foi motivo para se matricular em um curso de teologia, o que permitirá sua ordenação ao pastorado até o final deste ano. Assim, sente-se à vontade para divagar sobre as heresias pregadas na teologia inclusiva: “Jesus Cristo foi o primeiro homem trans”, afirmou na entrevista, e também em um vídeo que circula nas redes sociais.

+ Pastor gay afirma que “Deus é transgênero” em protesto da comunidade LGBT

“Nós aprendemos desde o Gênesis que existe a Santa Trindade: o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Deus, portanto, mandou seu filho para a terra. Jesus, o filho, tinha o gênero divino, correto? Então, quando ele desceu para a terra ele passou a ter o gênero humano. Então, se Jesus pode se transicionar, por que eu não posso?”, questionou.

As ideias, heterodoxas e conflitantes com a própria Bíblia, mostram uma disposição para a interpretação livre e compromissada apenas com a aceitação de seu público: “Esse Deus que fica 24 horas no trono, o Todo Poderoso, que você esbarra em algo e ele te condena — a gente não faz essa leitura, a gente acha que Deus é mãe, é amor”, sublinhou.

Questionado se a homossexualidade e a ideologia de gênero não seriam ofensas a Deus, como o cristianismo e as demais religiões monoteístas têm pregado há milênios, Alexya Salvador desconversa valendo-se do relativismo: “Pecado é o que faz mal para você e outra pessoa”.

Na sequência, falando sobre como é seu cotidiano nas ruas devido à sua aparência, admite que causa ódio nas pessoas. A própria afirmação se encaixaria em sua definição de pecado.

“Eu recebo inbox o tempo todo de pessoas perguntando se eu faço programa. Se eu e o meu marido topamos fazer sexo a três. A sociedade me odeia e me sexualiza ao mesmo tempo. Quando encontro uma mulher cis na rua ela elogia meu trabalho, mas quando é homem cis é outra coisa. Logo ele olha pro meu peito, me elogia de outra forma, encara minha bunda e provavelmente se pergunta o que eu tenho no meio das pernas”, afirmou, antes de se valer da sinceridade: “Eu, mulher transgênera gero uma relação de amor e ódio nas pessoas, sentimentos que andam grudadinhos”, disse.

No vídeo que percorreu todas as redes sociais recentemente, Alexya afirmou que “Deus é travesti”, e a declaração parece ser parte dos valores de sua igreja: “Na ICM a gente ousa dizer que Deus é mulher. Porque essa parte masculina de Deus é muito feia”, finalizou.

VEJA O VIDEO:

 

A série de grande sucesso “Stranger Things” coloca na cultura popular o mundo perturbador do MKULTRA, misturado com uma dose pesada de fantasia e ficção científica. Através de sua história e simbolismo, a série conta uma verdade mais profunda sobre esse assunto, que muitos podem não acreditar ou aceitar. Vamos olhar para o significado de “Stranger Things”.

Atenção: spoilers à frente!

Elogiada por sua história emocionante e uma bela atuação, “Stranger Things” rapidamente se tornou um hit monstruoso. Estrelado por um grupo de crianças que jogam “Dungeons & Dragons”, andam de bicicleta em volta de seu bairro e comunicam-se por “walkie-talkies”, a série trouxe uma forte dose de nostalgia dos anos 80 com uma autenticidade rara. Ainda, “Stranger Things” trouxe também para a cultura popular um assunto que tem sido tabu por décadas: o mundo do MKULTRA e suas práticas terríveis. (Se você não sabe sobre o MKULTRA, leia este artigo primeiro).

Continuamente opondo a verdade com a ficção, o horror da realidade com o êxtase da fantasia, a feiura da humanidade com a inocência das crianças, “Stranger Things” tem um forte tom dualista. Este é sintetizado pelo fato de que a aventura acontece em dois reinos separados, o “mundo real” e o “mundo invertido”, que é uma versão sombria do mal da realidade. Embora separados, esses reinos estão ligados através de um portal, um que quase ninguém conhece. A existência desse portal fica escondida do público, mas o afeta de várias maneiras. “Stranger Things” é sobre como aqueles que nos governam estão envolvidos em “coisas mais estranhas” do que a maioria pode sequer imaginar. Através de sua história, personagens e simbolismo, a série revela o lado mais escuro da elite… uma parte, porém. Vamos dar uma olhada mais profunda na história.

Entre Realidade e Ficção

A série começa com quatro amigos, Mike, Will, Dustin e Lucas jogando Dungeons & Dragons. Mike, o mestre do jogo, define o enredo da busca pelo seu amigo. Ele também estabelece o enredo de toda a série.

 

“Alguma coisa está chegando. Alguma coisa faminta por sangue. Uma sombra cresce na parede atrás de você, encobrindo vocês na escuridão. Está quase aqui.”

 
 
A campanha de Dungeons & Dragons de Mike dura quase dez horas. A primeira temporada de “Stranger Things” dura quase dez horas.
.

Enquanto os meninos são confrontados com o mundo terrível do controle mental do governo, sua aventura é constantemente comparada a uma aventura no jogo Dungeons & Dragons. Will, o menino que é sequestrado pelo governo, é o bruxo do grupo. A força dos bruxos reside em suas mentes visto que eles são capazes de coisas paranormais, magia e outras coisas, tais como teletransporte e telecinésia. Como veremos mais tarde, isso é a programação MKULTRA Theta.

Nesse sentido, os objetivos sombrios e perturbadores da elite oculta são diretamente contrastados com a inocência e a diversão das crianças.

Will sendo sequestrado pelo governo é comparado ao bruxo preso no Vale das Sombras com o Demogorgon.
.

Essencialmente, os criadores da série são os mestres do jogo, que vão levando os telespectadores em uma busca de 10 horas. Mas, embora D&D seja sobre fantasia, os eventos que acontecem em “Stranger Things” são baseados em algumas coisas muito estranhas que realmente aconteceram.

Baseado no Projeto Montauk

 
“Querida, nós temos que confiar neles. Esse é o nosso governo. Eles estão do nosso lado.”

Considerando o que acontece na série, a fala acima, dita por um pai sem conhecimento nenhum, assume um significado profundamente irônico. A história, na verdade, descreve um governo sombrio que existe, não importa quem esteja trabalhando, e que se desenvolve totalmente fora da visão pública, participando de programas, experiências e missões que estão completamente fora do conhecimento público, enquanto controla recursos e redes inteiras do país. Em “Stranger Things”, as principais organizações nomeadas são a CIA, a NSA e o Departamento de Energia.

O sítio de programação MK e a porta de entrada para o “mundo invertido” estão localizados em um Laboratório Nacional do Departamento de Energia dos EUA.
.

O Departamento de Energia dos EUA real é uma dessas organizações gigantescas que são maciçamente financiadas pelo governo federal (que recebeu 24 bilhões de dólares em 2014) e opera uma infra-estrutura maciça em todo o país. No entanto, poucas pessoas realmente sabem o que acontece dentro desses laboratórios.

 

O Departamento de Energia dos EUA (DOE) é um departamento de nível de Gabinete do Governo dos Estados Unidos preocupado com as políticas dos Estados Unidos em matéria de energia e segurança na manipulação de materiais nucleares. Suas responsabilidades incluem o programa do país de armas nucleares, a produção do reator nuclear para a Marinha dos Estados Unidos, conservação de energia, investigação relacionada com a energia, eliminação de resíduos radioativos, e a produção de energia doméstica. Ele também dirige a pesquisa em genômica; o Projeto Genoma Humano originado numa iniciativa DOE. O DOE patrocina mais pesquisas nas ciências físicas do que qualquer outra agência federal dos EUA, a maioria das quais é conduzida através do seu sistema de Laboratórios Nacionais. 

– Wikipédia

“Stranger Things” se passa na cidade fictícia de Hawkins, Indiana, onde um Laboratório Nacional funciona como um sítio de programação MKULTRA.

É interessante notar que o título original da série era Montauk e a história era para se passar na cidade de Montauk, Nova York. Para aqueles que já fizeram pesquisa sobre o controle mental da CIA, esse nome deve ter “acendido uma lâmpada”. Montauk é o sítio de Camp Hero, uma base militar onde o infame e amplamente especulado Projeto Montauk ocorreu.


Os eventos em Long Island vieram a ser conhecidos como o Projeto Montauk. Essa frase refere-se a uma série de experimentos ultra-secretos no controle mental, a viagem no tempo, psicotrônica, e a criação de buracos negros. Esses experimentos foram baseados fora de uma antiga estação de radar da Força Aérea, ou mais precisamente, em um vasto complexo escondido na terra debaixo dessa estação de radar.

Os militares focaram os esforços do Projeto Montauk principalmente nos experimentos de controle mental. Eles reuniram jovens do sexo masculino com sensibilidade psíquica e, em alguns casos, supostamente até sequestraram esses sujeitos de teste. Esses meninos ficavam sentados em uma cadeira especialmente desenvolvida e destinada a aumentar suas habilidades psíquicas latentes. Essa cadeira estava recebendo ondas de energia que permitiam os cientistas controlarem as mentes de seus jovens sujeitos. Surpreendentemente, descobriu-se que os mais hábeis desses jovens videntes foram capazes de focar objetos tão intensamente que os objetos eram momentaneamente fisicamente materializados. (…)

Segundo a lenda, a base realmente perdeu o seu financiamento na década de 60, porque a tecnologia de radar estava obsoleta, mas foi aberta até 1983. A área é agora um parque do estado de Nova York, mas o prédio está intacto e o equipamento de radar permanece em pé. Além disso, eu aprendi que o que é realmente estranho é que embora o governo tenha dado a terra para o estado, ele ainda possui a terra por baixo da base.

Aparentemente, há muitos níveis abaixo do solo que foram utilizados para a investigação e a base era realmente uma camuflagem. Algumas pessoas dizem que está absolutamente documentado que existe uma cidade subterrânea por baixo da base que ainda está sendo usada hoje por agências secretas das forças armadas. As pessoas dizem que o equipamento de radar foi construído como um encobrimento para que os militares pudessem conduzir experiências em viagens no tempo e controle mental e era para isso que todos os equipamentos eletrônicos existiam. É dito que a Montauk Air Force Station realizou inúmeras experiências terríveis em cooperação com muitos laboratórios de pesquisa, em Long Island. Aparentemente, essa base esteve também em cooperação com a Mitchell Air Force Base em Long Island. 
– Weird US, Military Mayhem em Montauk, Long Island
 
Camp Hero Base em Montauk, Nova York.
 .

Os criadores de “Stranger Things” foram claramente inspirados na “lenda” do Projeto Montauk. Os criadores, no entanto, em última análise, optaram por basear a série em uma cidade fictícia em Indiana. Embora a localização seja diferente, o mesmo governo sombrio está por trás das ações em “Stranger Things”.

 Dentro do Laboratório Nacional, telefonemas feitos por cidadãos são monitorados.
.
 
O governo usa os veículos da companhia de energia para circular pela comunidade de forma despercebida, enquanto  grampeia telefones e faz buscas em casas.
.
Embora o projeto MKULTRA tenha sido supostamente encerrado a década de 70, ele ainda está vigente em “Stranger Things”.
.

Em “Stranger Things” o governo sombrio toma todas as medidas necessárias para encobrir seus rastros: ele espiona os cidadãos, mata aqueles que sabem demais (fazendo com que se pareça suicídio), finge a morte de crianças raptadas, e impede os investigadores de procurarem a verdade. Em suma, o governo sombrio opera acima da lei e substitui todos os níveis de governo.

Jim Hopper, o chefe de polícia de Hawkins, revela lentamente o esquema do governo federal.


“Eu sei que vocês fazem experimentos em criancinhas sequestradas cujos pais estão destroçados. E eu sei que vocês foram longes demais dessa vez”.

As coisas definitivamente vão longe demais. Não ao contrário do que se afirma sobre o Projeto Montauk, os experimentos no Laboratório Nacional de “Stranger Things” causam a abertura de uma porta de entrada para uma dimensão escura e a desova de um monstro sem rosto. Mexer com as forças mais sombrias da Terra nunca trouxe coisas boas.

 

O Mundo Invertido e o Demogorgon

As experiências intensas e perigosas no Laboratório Nacional levam à criação de um portal que conduz ao mundo invertido – uma versão escura e maligna do mundo real. As crianças o comparam ao Vale das Sombras em Dungeons & Dragons.

 
“É um lugar de decadência e morte. Um lugar fora de sincronia. Um lugar de monstros. Está bem perto de você e você nem sequer o enxerga”.

O portal que leva a essa outra dimensão é tão poderoso que ele altera o campo magnético da área em torno dele, fazendo com que bússolas apontem para outro lado ao invés do verdadeiro Norte. Simbolicamente, isso representa como as relações da elite oculta estão indiretamente afetando toda a população.

O mundo real do MKULTRA mexe com o reino metafísico, esotérico e oculto – e não para bons fins. Ficar continuamente e intensamente atraindo os poderes das forças escuras, em última análise, desencadeia subprodutos, que têm um efeito sobre as massas desavisadas. Em suma, as pessoas perdem o seu “norte verdadeiro”.

Em “Stranger Things”, o subproduto que emerge do mundo invertido é um monstro sem rosto – uma criatura que as crianças chamaram de “Demogorgon”.

 Demogorgon rapta crianças e os leva para o mundo invertido.
.
 

Embora esse monstro seja pura ficção científica, ele simbolicamente representa o lado monstruoso dos experimentos “científicos” da elite oculta. Atraído pelo sangue de crianças, Demogorgon os faz desaparecer da superfície da Terra e os leva para o mundo invertido, que representa o mundo sombrio dissociativo e maligno da elite oculta. Ao descrever Demogorgon, os personagens da série todos dizem que ele “não têm rosto” (muito parecido com o mundo do sistema MK real, que não tem rosto). O nome dado a esse monstro, Demogorgon, é significativo. Refere-se a uma força demoníaca poderosa:

 

No jogo de RPG Dungeons & Dragons, Demogorgon é um poderoso demônio príncipe. Ele é conhecido como o príncipe dos demônios, um título auto-proclamado que ele tem em virtude de seu poder e influência, que, por sua vez, é um título reconhecido por ambos os mortais e seus companheiros demônios. 

– Wikipédia

As origens da palavra Demogorgon referem-se a uma entidade do mal mencionada por estudiosos do ocultismo.

 

Demogorgon é um nome usado para se referir a uma divindade pagã ou demônio, associado com o submundo e encarado como um ser primordial poderoso, cujo nome tinha sido tabu. 

– Ibid.

Na série, Demogorgon representa a elite satânica que se alimenta de sangue de inocentes, raptando crianças e os usando para ganhar poder.

Em um ponto, Brenner, o manipulador MK, diz uma frase significativa:

 
“Seis … seis … seis pessoas foram levadas nesta semana.”

Embora isso pareça ser aleatório, Brenner repete a palavra “seis” três vezes enquanto refere-se àqueles que foram sequestrados em Hawkins. É uma forma codificada de dizer que as crianças desaparecidas estão com o sistema 666? Uma coisa é certa, Will Byers é um deles.

Preso no mundo invertido, Will Byers está sendo progressivamente tomado por uma coisa repugnante penetrando seu corpo. Outra criança sendo destruída pelo sistema MK.
.

Outra vítima do sistema é Onze, uma escrava MK que foi sequestrada no nascimento.

Onze

Onze amassa uma lata usando sua mente. 
.
 

Onze é uma menina que escapou do Laboratório Nacional usando seus “superpoderes”. Através de pedaços de informação e flashbacks que estão por toda a série, os telespectadores vão juntando a trágica história de Onze – que se espelha no destino de milhares de crianças que desapareceram nas últimas décadas. Na verdade, através da história de Onze, “Stranger Things” descreve as partes do programa MKULTRA do mundo real.

Onze é a filha de uma mulher chamada Terry que voluntariamente participou de experimentos MKULTRA.

 
– Ela era parte de algum estudo na faculdade.

– MKULTRA?

– É, esse aí. Foi começou nos anos 50. Quando a Terry se envolveu, era para ele ter diminuído, mas daí as drogas ficaram mais fortes. Isso ferrou bonito com ela.

– E era a CIA que cuidava disso?

– Você e Terry teriam se dado muito bem. O homem com H maiúsculo. Eles pagavam uns 200 dólares para pessoas como minha irmã, davam drogas pra ela, psicodélicos… LSD, principalmente. E aí eles tiravam a roupa dela e a colocam nos tanques de isolamento.

Terry está convencido de que Onze foi roubada dela pela CIA depois de um “aborto” no terceiro semestre.

Como dissemos em artigos anteriores, escravos MK do sexo feminino são às vezes feitos sofrer “abortos” para causar trauma. Os bebês que nascem a partir dessas situações são mais fáceis de programar, pois eles já foram traumatizados.

 

Famílias que queriam filhos dissociativos viram que bebês dissociativos poderiam ter nascido se a criança no útero for torturada. Agulhas finas são inseridas da mãe para o feto para espetar a criança recém-nascida. Mães, que estão grávidas com crianças a serem programadas, também são severamente traumatizadas durante a gravidez com uma variedade de traumas, que traumatiza simultaneamente os bebês que elas carregam.

– Fritz Springmeier, The Illuminati Formula To Create A Mind Control Slave

.

Ao visitar o quarto feito para Onze na casa de sua mãe, o coelho branco de Alice no País das Maravilhas é bem visível. É um símbolo importante no mundo de controle mental. Da mesma forma que o coelho branco atrai Alice no espelho, os manipuladores MK atraem escravos para o lado negro do controle mental.

Em “Stranger Things”, Onze nasce com um conjunto específico de habilidades.

 
“Ela diz que nasceu com habilidades especiais”. “Telepatia, telecinese. Aquelas coisas que você pode fazer com sua mente. É por isso que o grande vilão roubou a Jane dela. A filha dela na verdade é uma arma para lutar contra os comunistas.”

Em termos MK, Onze é um produto da programação Theta, que é centrado em torno de percepção extra-sensorial (PES). Não há nada de “ficção científica” sobre isso, no entanto. Está documentado que a CIA investiu dezenas de milhões de dólares em pesquisas nesse campo.

 

THETA – Considerado ser a programação “vidente”. Pessoas de linhagem sanguínea (provenientes de famílias satânicas multi-geracionais) foram determinadas a apresentar uma maior propensão a ter habilidades telepáticas do que os demais. Devido às suas limitações evidentes, no entanto, várias formas de sistemas de controle mental eletrônicas foram desenvolvidas e introduzidas, ou seja, dispositivos de telemetria humanos bio-médicos (implantes cerebrais), lasers de energia dirigida usando microondas e/ou eletromagnetismo. É relatado que isso é usado em conjunto com computadores altamente avançados e sistemas de localização por satélite sofisticados. 

– Ron Patton, Controle Mental

 
A programação Theta  tem esse nome, assim como a Programação Alpha, Beta e Delta, em parte, a partir dos quatro tipos de ondas cerebrais EEG. Ondas theta são frequentes em crianças. A guerra psíquica tornou-se um ramo da programação monarca. Essa é a programação theta. É o casamento de práticas ocultistas com o estado da arte da ciência. A ideia era ser capaz de copiar o que Eliseu fez para o rei da Síria (2 Reis 6:11-12), quando ele “telepaticamente” espionou o inimigo, descobriu seus planos, e, assim, arruinou suas chances de sucesso. Hoje, isso tem sido chamado de “ESPionagem” e o termo do Exército dos EUA é “Psicotrônica”. Claro, a posição da CIA é que eles não pudessem encontrar qualquer coisa que funcionasse, mas isso não é verdade, porque os co-autores sabem de muitos alters Theta e sistemas de modelo Theta que têm a programação Theta bem sucedida. Os magos negros foram aprimorando suas habilidades sobre como desviar ataques mágicos durante séculos. São seus esforços superstição e bobagem vazia, ou será que eles realmente têm eficácia? Os Illuminati e Hitler acreditavam em magia negra. E nos últimos tempos, outros grupos envolvidos no controle mental baseado no trauma também investigaram sobre guerra psíquica baseada em magia.

Os militares e os Illuminati estão usando a telepatia, guerra psíquica, projeção astral e outras ciências ocultas com seus escravos programados. A capacidade de realizar algumas dessas ciências ocultas (habilidades psíquicas) pode ser bastante reforçada por certas drogas, padrões de ondas cerebrais, treinamento e demonologia.
– Fritz Springmeier, The  Illuminati Formula To Create a Mind Control Slave
.

Embora Onze tenha “superpoderes” que são considerados “muito impressionantes” por seus amigos, eles são claramente o produto de anos de abuso. Desde o nascimento, ela foi programada por um manipulador que ela chama de “Papa” (uma palavra real usada na programação MK). Depois de passar sua vida confinada dentro das paredes de um laboratório, Onze mal consegue se comunicar e mostra muitos sinais de trauma passado.

Onze fica assustada ao ouvir o trovão – talvez  isso a faça lembrar de terapia de eletrochoque?
.
 Quando Onze não fazia o que era mandada  por seu manipulador, ela  era levada a algum lugar para ser punida, enquanto seu Papa a assistia Não há limites para o abuso que escravos MK devem passar.
.
Quando ela tinha um bom desempenho (ela matou dois guardas usando sua mente), ela é “recompensada” pelo Papa com alguma afeição. Isso é a forma como os manipuladores MK trabalham.
.

Desprovida de uma personalidade núcleo (que foi negada por seu manipulador), Onze temporariamente toma um “alter” para evoluir no “mundo real”.

 Na programação Monarca, escravos MK são às vezes obrigados a usarem perucas (muitas vezes loiras), quando no mundo real.
.

No entanto, é dentro da pequena casa de Mike construída para ela que Onze ganha um pouco de sua humanidade de volta.

Fornecida com uma sensação de segurança, Onze torna-se menos máquina e mais humana. Seu abrigo pode representar o estar em contato com sua persona núcleo, o seu “eu”; salva do mal do mundo exterior.
.

Outros personagens da série são vistos escondendo-se em pequenos abrigos também.

Joyce consegue se comunicar com seu filho Will através de luzes de Natal visto que ela fica dentro de um pequeno armário. Estar em sintonia com o seu “eu núcleo” permite que seu filho entre em contato com ela. 
.
Will Byers foi ao Castelo Byers – um pequeno esconderijo que ele construiu. Em outras palavras, ele foi lá para se sentir seguro e estar em sintonia com a sua persona núcleo.
.

Apesar das várias alusões a um abuso em toda a série, Onze é, no entanto, retratada como uma “super-heroína” com superpoderes legais (ela é comparada ao X-Men e ao Lanterna Verde).

O fato de seus amigos a chamarem de El (na versão original em inglês, ela é chamada de El, que é um apelido para Eleven, onze) é também significativo. El é uma palavra semítica que significa “deus” ou “deidade”. Como visto acima, há uma dimensão espiritual e metafísica para toda a série. O fato de que El está em contato com o metafísico confere-lhe um aspecto “divino”.

 El é o único “salvador” capaz de encarar Demogorgon, a representação do mal. No entanto, o uso excessivo de seus poderes a leva a cometer o sacrifício final – dando a vida por seus entes queridos.
.

No final, o destino final de Onze é uma espécie de mistério. Depois de usar seus poderes para destruir Demogorgon, ela desaparece com ele. Ela morreu com ele ou ela voltou às mãos do sistema MKULTRA?

Nós sabemos que o chefe de polícia Hopper concordou em desistir de localizar Onze, em troca de o governo liberar Will. Hopper também prometeu não falar sobre qualquer coisa que ele descobriu sobre o sistema MK. Ele diz a mãe de Will:

 
“Olha, tudo o que aconteceu aqui e tudo o que vai acontecer, nós não falaremos. Você quer que o Will volte? Este lugar não tinha nada a ver com isso. Esse é o acordo”.
Hopper deixa Eggos (o favorito de Onze) em uma caixa na floresta. Ele deixou aquilo para Onze, sabendo que ela está de volta no sistema Mk (por causa dele)? Ou é uma oferenda a uma divindade morta?
.

No final, Onze está de volta aonde ela “pertence” e o sigilo do sistema MK é perseverado. Então, os mocinhos ganharam? Bem, pelo menos Will foi resgatado e voltou para sua família. Isso é uma coisa boa, certo?

Depois de voltar para casa, Will comemora o Natal com sua família.  Quando ele vai para o banheiro, ele “vomita” uma criatura repugnante e encontra-se momentaneamente de volta ao mundo invertido.
.

Embora ele tenha sido resgatado do Demogorgon e do sistema MK, a experiência ruim de Will terá efeitos duradouros sobre ele. Na verdade, a programação de controle mental e do sistema demoníaco da elite perturbam a mente, corpo e alma para sempre.

Além de Will e Bárbara, que foram fisicamente sequestrados, outros personagens parecem ser afetados indiretamente pelo sistema MK. De fato, através de pistas sutis, a série estabelece uma forte conexão entre Onze – a escrava MK – e Nancy – uma menina suburbana perfeita.

A Ligação entre Onze e Nancy

Embora MKULTRA seja uma operação ultra-secreta, a série implica que isso tem repercussão em toda a população. Como dito acima, o portal faz com que bússolas não apontem para o verdadeiro Norte e, talvez, ele faça o mesmo com bússolas morais.

Enquanto Onze é um produto estranho, único e enigmático de um experimento do governo, Nancy é o oposto exato: uma garota normal de uma família normal vivendo em um bairro suburbano regular. No entanto, ambos os personagens estão ligados através de várias cenas.

Onze, que está molhada da chuva, é dada roupas secas. Ela imediatamente  despe-se na frente de seus amigos, levando-os a surtar. Esta cena retrata a falta de privacidade os limites nas mentes dos escravos MK e pode implicar abuso sexual em seu passado. Mike, então, envia-a para o banheiro para se trocar e diz a ela: “Privacidade. Entende?”.
.
 Depois de ser empurrada na piscina, Nancy é dada roupas secas  pelo seu namorado. Ela então diz a ele “Um pouco de privacidade talvez?”.
.

Ela, em última análise, despe-se na frente dele. A série reflete a relação de Nancy com Steve – um cara que é uma espécie de babaca, um pouco insistente e um pouco manipulativo – com o sofrimento de Onze, uma escrava MK programada por um manipulador. Apesar de Nancy não ser forçada a fazer nada, a série traça um forte paralelo entre ela perdendo sua inocência (tendo relações sexuais com Steve) e controle mental – como se estivesse dizendo que toda a população está “sob o feitiço” desse sistema.

 A cena de Nancy tendo relações sexuais com Steve é justaposta com a amiga Bárbara sendo capturada pelo monstro e levada para o mundo invertido.
.
Ao dar um close na mão de Nancy durante o sexo e na mão de Bárbara enquanto  ela é levada pelo monstro, a série mais uma vez, compara ela perdendo a sua “inocência” para uma menina que está sendo sequestrada pelo sistema MK.
.
 
 No dia seguinte, Nancy se sente envergonhada e diz a Steve que “todo mundo está  para ela”. Ele diz a ela que isso não é uma grande coisa. Então, sem nenhuma razão aparente, ele aponta para uma borboleta em seu armário e diz: “Hummm”. Se você é novo neste site, borboletas representam a programação Monarca.
.

Ao longo da série, os personagens observam que, desde que ela deitou-se com Steve, Nancy é uma “pessoa diferente”, da mesma forma que escravos MK tornam-se pessoas diferentes. Dustin observa que “ela costumava ser legal”. Bárbara diz a Nancy: “Isso não é você.” Jonathan diz sobre Nancy: “Eu vi essa menina, tentando ser outra pessoa”.

O destino final de Nancy também é idêntico ao de Onze. Enquanto ela parecia estar se rompendo com o feitiço aparentemente irresistível de Steve, ela acaba voltando para ele.

 Será que Steve realmente mudou ou isso é uma forma de voltar com Nancy? Eu acho que vamos saber só na segunda temporada.
.

Conclusão

Enquanto a maioria dos críticos se concentraram no fator “nostalgia” de “Stranger Things”, a série é muito mais do que a estética dos anos 80. Ela aborda um aspecto perturbador da história americana e, através do simbolismo ostensivo e sutil, revela as implicações mais profundas e metafísicas da interminável busca pelo poder da elite.

“Stranger Things” não é um documentário, no entanto. É um show de “ficção científica” que acaba representando o MKULTRA como uma arma contra o comunismo. Embora sutilmente aludindo ao abuso, a série apresenta uma versão bastante “light” do MKULTRA, que é desprovida de seus aspectos mais terríveis. Isso pode levar os espectadores a acreditar que o MKULTRA “não é tão ruim”, ou pior, que é tudo ficção.

No final, a série faz aquilo que o simbolismo faz: ela revela àqueles que a conhecem enquanto esconde daqueles que estão na ignorância. Ou você acredita que a história é um reflexo dos poderes constituídos e as forças escuras que os governam… ou isso não é nada, mas apenas uma busca assustadora de um jogo Dungeons & Dragons contada por mestres poderosos.

RETIRADO DO SITE www.apokalink.com.br

As Eras Mais Primitivas da Terra, de G. H. Pember. Sendo uma obra sem precedentes na história da literatura apologética da Bíblia, tornou-se leitura obrigatória para todos os que fielmente desejam conhecer a revelação bíblica de forma mais ampla e profunda. Apesar de Pember ser notavelmente reconhecido por sua erudição e espiritualidade, era de esperar que nem todos concordariam com suas conclusões sobre o caos da criação original e especialmente sobre os filhos de Deus que possuíram as filhas dos homens, em Gênesis 6, e geraram os nefilins que perverteram a humanidade e atraíram o juízo de Deus através do dilúvio (G. H. Lang trata com propriedade desse assunto, em seu apêndice no final deste tomo).A linguagem tende a ser um pouco mais difícil por ser um livro mais antigo (o autor morreu em 1910) e traduzido do inglês. 

Estes dois livros são incríveis, formulam uma teoria antes do dilúvio é pré criação onde satanás e seus demônios tomavam conta do planeta até a sua queda.
É algo bem interessante e se baseia nos originais do livro de Gênesis que Diz: "No princípio criou Deus os céus e a terra e a terra veio a se tornar sem forma e vazia", faz um prenúnio de que a terra originalmente não fora feita sem forma e vazia mas sim que se tornou após um conflito do qual originou-se satanás.

Vale a pena conferir.

As Eras Mais Primitivas da Terra - Tomo 1

Essa obra clássica examina as evidências bíblicas de uma catástrofe ocorrida após a criação, e mostra a presença de uma horda demoníaca desde então lutando por dominar o mundo e o homem.

As Eras Mais Primitivas da Terra - Tomo 2

Neste segundo tomo, Pember visa revelar que as raízes mais antigas para o moderno movimento ocultista estão exatamente na queda de Lúcifer e nas religiões mais primitivas, que se formaram a partir dela.Google Books

 Agência Divina

Alguns fatos importantes que você precisa saber sobre este mundo tenebroso.
O conhecimento destes fatos não mudará o mundo, mas o alertará para a verdade!
"E conhecereis a Verdade e a Verdade o libertarás"

Popular Item

Photo Gallery