Arcanjos e Potestades Príncipes e Principados

Na época do dilúvio ocorreu a primeira onda de anjos pecaminosos que foram aprisionados no Abismo, ficando fora do nosso caminho. Quanto a Satanás, “iniqüidade” foi encontrada nele, mas ele ainda não fora lançado do céu. Logo após o dilúvio parece não haver menção  da existência de outros anjos caídos. Neste capítulo tentaremos esclarecer uma segunda invasão da terra feita pelos anjos caídos.

Em vários lugares a Bíblia menciona que as nações estão, de alguma forma sob a jurisdição de vários anjos. Em Hebreus está de forma implícita que o mundo atual esta de alguma forma submetidos sob os anjos, mas o mundo futuro  não será submetido aos anjos.
 
 5  Pois Deus não deu aos anjos o poder de governar o mundo novo que está por vir, o mundo do qual estamos falando.
Hebreus 2:5″
 
A palavra “sujeição” aqui é “hupotaxis” no grego, e significa “sub-ordenados“. A palavra para “ordenado” é “táxis”, que refere-se a ordem correta em que as coisas devem ser feitas, ou um tipo de organização ou convênio. Esta palavra é usada mais freqüentemente para se referir à “ordem de Melquisedeque”, o sacerdote ( comparando com a ordem dos sacerdotes levitas)Como tal significado aqui é mais literal ,significa que o mundo atual é organizado sob os anjos em algum tipo de  sistema ordenado. Mais detalhes sobre este acordo parece ser encontrado em Dt 4:19
 19  Guarda-te não levantes os olhos para os céus e, vendo o sol, a lua e as estrelas, a saber, todo o exército dos céus, sejas seduzido a inclinar-te perante eles e dês culto àqueles, coisas que o SENHOR, teu Deus, repartiu a todos os povos debaixo de todos os céus.

Deuteronômio 4:19 .

 
O exército do céu aqui são os anjos. Este versículo deixa claro que Deus dividiu todas as nações a estes anjos. No entanto,  também está claro que, apesar das nações estarem divididas entre estes anjos,  as pessoas não estão aqui para servir ou adorar a estes anjos.

Esta divisão das nações aos anjos parece ficar mais clara em Daniel, capítulo 10. Daniel tem uma visão de um anjo, que mais tarde é identificado como Gabriel (Dan 9:21). Gabriel diz várias coisas para Daniel que faz com que essa divisão esteja clara:

 13  Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias; porém Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu obtive vitória sobre os reis da Pérsia.
Daniel 10:13.
 20  E ele disse: Sabes por que eu vim a ti? Eu tornarei a pelejar contra o príncipe dos persas; e, saindo eu, eis que virá o príncipe da Grécia.
 21  Mas eu te declararei o que está expresso na escritura da verdade; e ninguém há que esteja ao meu lado contra aqueles, a não ser Miguel, vosso príncipe.
Daniel 10:20-21 “.
 
 
Aqui vemos que Gabriel vem lutando contra outros anjos, um é chamado de ”o príncipe da Pérsia”, o outro mencionado é ”príncipe da Grécia”, e também Miguel um dos ”primeiros príncipes’‘. Ele é mencionado novamente em Dan 12:
 
 1  Nesse tempo, se levantará Miguel, o grande príncipe, o defensor dos filhos do teu povo, e haverá tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas, naquele tempo, será salvo o teu povo, todo aquele que for achado inscrito no livro.
Daniel 12:1 “
 
Este verso afirma que Miguel é o anjo que representa os filhos de um determinado povo, e este povo é Israel (e também os que são o Israel espiritual de Deus, no contexto aqueles que aceitaram a Jesus Cristo). Miguel também é chamado de arcanjo em Judas 1:9, novamente em relação aos assuntos de Israel.
 9  Contudo, o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo e disputava a respeito do corpo de Moisés, não se atreveu a proferir juízo infamatório contra ele; pelo contrário, disse: O Senhor te repreenda!
Judas 1:9.”
 
Como tal, parece que cada nação tem um anjo responsável pelo país em alguma função, e foi  dessa forma organizado por Deus. Miguel era o anjo de Israel e as nações da Pérsia e da Grécia também tiveram anjos que a eles pertenciam, de alguma forma.
Dr. Michael S. Heiser
argumentou que a tradução grega de Dt 32:8 lança alguma luz adicional sobre este acordo, em seu artigo “Deuteronômio 32:8 e os Filhos de Deus”, no seu trabalho foi onde eu aprendi este tópico .
“Deut. 32:8-9 (com LXX e DSS) – (8)
”Quando o Altíssimo distribuía as heranças às nações, quando dividia os filhos de Adão uns dos outros, estabeleceu os termos dos povos, conforme o número dosfilhos de Israel. Porque a porção do SENHOR é o seu povo; Jacó é a parte da sua herança.
Deuteronômio 32:8-9 “
 
No hebraico se lê ” Quando o Altíssimo dividiu as nações a sua herança, quando separava os filhos de Adão, ele estabeleceu os limites das pessoas de acordo com o número dos filhos de Israel. “

No entanto, em lugar de “filhos de Israel” o grego se  lê:

 “ἀγγέλων θεοῦ” ” anjos de Deus “.
Se o grego está correto, então o que estamos vendo é um evento específico da época em que Deus dividiu as nações de acordo com o número dos anjos de Deus. Isso está especificado quando Deus dividiu toda a humanidade em páises. E quando Deus dividiu toda a humanidade? Deus dividiu a humanidade logo após o incidente da torre de Babel, que  ocorreu muito tempo após o Dilúvio.
 8  Destarte, o SENHOR os dispersou dali pela superfície da terra; e cessaram de edificar a cidade.
 9  Chamou-se-lhe, por isso, o nome de Babel, porque ali confundiu o SENHOR a linguagem de toda a terra e dali o SENHOR os dispersou por toda a superfície dela.
Gênesis 11:8-9 “.
 
Quando o incidente aconteceu Babel não é soletrada especificamente por qualquer um dos personagens da história de Babel. No entanto, em Gn 10:25 uma data mais específica é dada:
 
 25  A Héber nasceram dois filhos: um teve por nome Pelegue, porquanto em seus dias se repartiu a terra; e o nome de seu irmão foi Joctã.
Gênesis 10:25. “
Somando-se cronologias bíblicas, isto colocaria o tempo de Pelegue ter sido cerca de 100 anos após o Dilúvio. E assim foi cerca de 100 anos depois do dilúvio, quando Deus dividiu as nações e limites estabelecidos para elas de acordo com o número dos anjos de Deus. E neste momento, 100 anos depois do dilúvio, não há qualquer razão para pensar que todos esses anjos ainda estivessem em boa posição com Deus.
É foi sua função sobre a nação que lhes foi atribuída? A tarefa mais específica parece ter sido  influenciar os assuntos dos homens, para que justiça fosse feita. Esses anjos eram também referidos como “deuses”:
 
Capítulo 82

 

 1  Deus assiste na congregação divina; no meio dos deuses,estabelece o seu julgamento.
 2  Até quando julgareis injustamente e tomareis partido pela causa dos ímpios?
 3  Fazei justiça ao fraco e ao órfão, procedei retamente para com o aflito e o desamparado.
 4  Socorrei o fraco e o necessitado; tirai-os das mãos dos ímpios.
 5  Eles nada sabem, nem entendem; vagueiam em trevas; vacilam todos os fundamentos da terra.
 6  Eu disse: sois deuses, sois todos filhos do Altíssimo.
 7  Todavia, como homens, morrereis e, como qualquer dos príncipes, haveis de sucumbir.
 8  Levanta-te, ó Deus, julga a terra, pois a ti compete a herança de todas as nações.
 
 
A “congregação dos poderosos” aqui parece paralelo tanto na organização dos filhos de Deus no
tempo de Jó, e também a “assembléia” ou “conselho dos santos”, no Salmo 89.
Jó 1:6
 6  Num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, veio também Satanás entre eles.
 
 
 5  Celebram os céus as tuas maravilhas, ó SENHOR, e, na assembléia dos santos, a tua fidelidade.
 6  Pois quem nos céus é comparável ao SENHOR? Entre os seres celestiais, quem é semelhante ao SENHOR?
 7  Deus é sobremodo tremendo na assembléia dos santos e temível sobre todos os que o rodeiam.
 
E assim torna-se claro que às vezes esses anjos designados para as nações se reuniam diante de Deus. Mas na época de Davi, quando o Salmo 82 foi escrito, por volta de 1000 aC, Deus estava dizendo claramente que os anjos não estavam executando seu trabalho corretamente. Na época de Daniel, cerca de 550 aC, todos o tipo de caos parece ter acontecido. Vamos olhar novamente para Daniel 10:
 
“E disse-me: Não temas, Daniel, porque desde o primeiro dia que aplicaste o teu coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, as tuas palavras foram ouvidas, e eu vim por tuas palavras. Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias , mas, eis que Miguel, um dos primeiros príncipes, veio ajudar-me, e eu fiquei ali com os reis da Pérsia. Então ele disse: Sabes por que eu vim a ti? e agora vou voltar a lutar com o príncipe da Pérsia : e quando eu me for diante, eis que o príncipe da Grécia virá. Mas eu te mostrarei o que está gravado na escritura da verdade: e [há] ninguém que se esforce comigo contra essas coisas, mas somente Miguel, vosso príncipe. “ Dan 10:12-13, 20-21
 
Daniel começou a orar, e Gabriel foi despachado para entregar uma mensagem de Deus para Daniel. Gabriel foi combatido pelo anjo da Pérsia durante 3 semanas, impedindo-o de entregar a sua mensagem, enquanto que Daniel jejuou e orou por 3 semanas. E assim torna-se claro que esses anjos que dominam sobre as nações estavam impedindo um anjo de Deus de entregar uma mensagem e fazer a vontade de Deus durante um período de 3 semanas. O mensageiro só conseguiu passar porque chegou assistência , a ajuda de um anjo mais poderoso , na boa, Miguel.

 

 Isto pinta um quadro que, embora a certo ponto estes anjos se reuniam diante de Deus, e tentavam
fazer a Sua vontade, e que, eventualmente, eles decidiram rebelar-se contra Deus. Na época de Daniel, esses anjos sobre as nações estavam em rebelião de tal modo que Gabriel, enviado por Deus
para entregar uma mensagem, não poderia fazê-lo sem lutar. Ap. 12 deixa claro que a rebelião desses anjos teve algo a ver com a influência de Satanás, que como seu ”rabo”(Influência) arrastou a terça parte das estrelas que estavam no céu de Deus para a terra.
“E viu-se outro sinal no céu; e eis que era um grande dragão vermelho, que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre as suas cabeças sete diademas. E a sua cauda levou após si a terça parte das estrelas do céu, e lançou-as sobre a terra; e o dragão parou diante da mulher que havia de dar à luz, para que, dando ela à luz, lhe tragasse o filho.
Apocalipse 12:3-4  “.
Pode ser que durante este período de tempo entre Davi e do nascimento de Jesus, que estes anjos
que estavam sobre as nações que se tornaram pecadores ficaram em terra a maior parte ou todo o tempo, e pararam de subir na presença de Deus. Isso explicaria o que Ap 12 parece indicar, que eles já estavam na terra devido à influência de Satanás. No entanto, alguns versos mais tarde, após a ascensão de Jesus, houve uma grande batalha no céu. Esses anjos sobre as nações que estavam com Satanás participam desta batalha localizado no céu. E é só depois desta batalha que eles foram lançados para a terra e expulsos do céu permanentemente.
“Ela deu à luz um filho, uma criança do sexo masculino, que” irá reger todas as nações com cetro de ferro. “E seu filho foi arrebatado para Deus e para o seu trono. . .  Então estourou a guerra no céu. Miguel e seus anjos batalhavam contra o dragão, e o dragão e seus anjos revidaram.  Mas ele não eram forte o suficiente, e eles perderam o seu lugar no céu.  O grande dragão foi lançado fora, a antiga serpente chamada o Diabo, ou Satanás, que leva o mundo inteiro a perdição. Ele foi precipitado na terra, e os seus anjos com ele. ” Ap 12:7-9
Como tal, parece que esses anjos sobre as nações fizeram uma escolha de ficar fora do céu, ignorando o sistema organizado por Deus não mais comparecendo para receberem Suas instruções por algum tempo, devido à influência de Satanás. Este parece ter sido verdade no tempo de Daniel, em torno de 550 aC, até o tempo de Jesus. Eles não haviam sido expulsos do céu, mas pareceu que ficaram sobre a terra voluntariamente, embora sob a influência de Satanás. E assim parece ser que durante  este período de tempo que entregaram seu poder a Satanás, pois Jesus chamou Satanás de “príncipe deste mundo” e Satanás disse que todos os reinos do mundo foram entregues a ele e que  poderia dar-lhes a quem ele quisesse ( Mat 4 4).
Mas, depois da Ascensão de Jesus, esses anjos rebeldes sobre as nações tentaram voltar para o céu, e participaram desta grande batalha, perderam a batalha, e depois foram expulsos do céu e expulso para a Terra com Satanás. Só nesse momento eles não foram autorizados a regressar ao céu , a entrada foi interditada. Deve-se notar que o conjunto dos anjos sobre as nações, pode ser composta exclusivamente dos “filhos de Deus” ou do tipo anjos mensageiro  anjos (com aparência humana). Em Jó o termo usado é “filhos de Deus” e no Salmo 82 por semelhante frase “filhos do Altíssimo” . Satanás é um dos querubins, e também não há nada que indique que tivesse uma nação que lhe fosse atribuída. Pelo contrário, como Lucas 4 e Mateus 4 indicam, parece que Satanás de certa forma, convenceu os anjos que tinham as nações que lhes foram atribuídas
para entregarem o seu poder para ele.
Satanás é referido como o “Rei de Tiro” em Ezequiel 28, indicando que ele tinha poder sobre esta nação. No entanto, Ezequiel data para cerca de 580 aC, perto de Daniel , por volta de 550 aC. Como
tal, pode ser que a razão pela qual Satanás foi o “rei de Tiro” naquela época era porque o anjo que dominava sobre a nação de Tiro tinha dado a Satanás o poder sobre o reino. É uma possibilidade. Isaías 14 também se refere a Satanás como o “Rei da Babilônia” e é datado de cerca de 740 aC. Como tal, pode ser possível até o momento que Satanás tinha poder sobre as nações entregues a ele pelos anjos que dominavam as nações,cerca  740 aC. Isto está de acordo com o Salmo 82, que descreve o desgosto de Deus com os anjos sobre as nações, que é datado de cerca de
1000 aC.
Depois que Jesus ascendeu aos céus, milhões destes anjos caídos perderam a batalha no céu e foram atirados à terra, e tem estado aqui desde então em guerra contra os cristãos. Estas são as mesmas referências que Paulo fala repetidamente.
 
Angel of fire
Interpretando a nomenclatura da linguagem original
No Antigo Testamento, o termo “exército dos céus” é “tsaba shayahim” em hebraico. Na Septuaginta grega, esta frase em hebraico é traduzida 3 maneiras, “stratia ouranous”,“dynamis ouranous” e “kosmos ouranous”.
O
mesmo termo “stratia ouranous” é usada em Lucas 2 referindo-se ao “exército dos céus”, que também são chamados de “aggelos”, e estes eram os anjos Santos, enviados aos pastores , anunciaram o nascimento de Jesus” E  no mesmo instante, apareceu com o anjo uma multidão dos exércitos celestiais, louvando a Deus, e dizendo: Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens. E aconteceu que, ausentando-se deles os anjos para o céu, disseram os pastores uns aos outros: Vamos, pois, até Belém, e vejamos isso que aconteceu, e que o Senhor nos fez saber.Lucas 2:13-15 ”
Os
termos “dynamis ouranous” e “kosmos ouranous” também são continuos no Novo Testamento, mas são usados ​​se referindo aos anjos caídos que, na época em que eles eram bons, Deus os havia posto sobre as nações. Agora eles são os anjos caídos que foram lançados à Terra com Satanás, fazendo guerra contra os cristãos.

O termo “dynamis ouranous” é usada várias vezes, que significa “poderes do céu”, mas referindo-se a estes anjos caídos.

” Logo depois da tribulação daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu e os  poderes dos céus  serão abalados: 24:29 Mateus (também Marcos 13:25, Lucas 21:26)
Mas a maior parte do NT, a frase “poderes do céu” fica reduzida a apenas “poderes”,
porém este é uma referência aos mesmos anjos caídos
. Enquanto “santos anjos” são simplesmente chamados de “anjos” a maior parte do tempo, os anjos caídos são referidas com a expressão “poderes”, e com outros termos, para diferenciá-los dos santos anjos.
“e isso é representado pelo batismo que agora também salva vocês — não a remoção da sujeira do corpo, mas o compromisso de uma boa consciência diante de Deus — por meio da ressurreição de Jesus Cristo,que subiu ao céu e está à direita de Deus; a ele estão sujeitos anjos, autoridades e poderes.1 Pedro 3:21-22 “
“Porque estou convencido de que nem a morte, nem vida, nem  anjos , nem principados, nem coisas presentes, nem o porvir, nem  poderes , nem a altura, nem profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor. ” Rom 8:38

 

Estes são alguns versos reconfortantes, afirmando que estes anjos caídos estão submetidos sob o poder e o nome de Cristo, e que não serão capazes de nos separar do amor de Deus que há em Cristo Jesus. Alguns sinônimos são usados ​​aqui bastante intercambiáveis com o termo “poderes”. Os termos “autoridades”(exhousia) e “principados” (arche) também são termos sinônimos para esses anjos caídos.
“Arche” é a mesma palavra  raiz, como no “Príncipe da Pérsia” que lutou com Gabriel e Miguel em Dan 10. E assim “arche” é outro termo usado para esses anjos caídos!
“Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias, mas, eis que Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu fiquei ali com os reis da Pérsia. ” Dan 10:13

“Exhousia” é o mesmo termo que Satanás fala em Lucas 4:6 :

“E o diabo disse-lhe, todo este poder[exousia] te darei, e a glória deles:
por que é entregue a mim, e para quem quero dar-lhe.”
E assim os anjos caídos que entregaram esse poder (exhousia) a Satanás, são muitas vezes referidos como “exhousia” ou “autoridade”. Três vezes Jesus Cristo chamou Satanás, de príncipe ou “archon”, deste mundo, em João 12:31, 16:11 e 14:30. Em Efésios, Paulo chama Satanás de “príncipe das potestades do ar”ou “arconte” dos “exhousia” do ar.
( ENTÃO, AMIGOS DO APOCALINK, QUANDO DENOMINARMOS ESTES ANJOS CAÍDOS DE ”ARCONTES’‘ EM NOSSOS ARTIGOS, VOCÊ JÁ SABERÁ O QUE SIGNICA!)
“Exousia” também é encontrada em Dan 7:6, relativo à Fera que sai do Mar, “Depois disso, vi um outro animal, que se parecia com um leopardo. E nas costas tinha quatro asas, como asas de uma ave. Esse animal tinha quatro cabeças, e recebeu autoridade(exhousia) para governar.Daniel 7:6 “.

A mesma profecia da Besta que sai do Mar é contada novamente em Apocalipse 13:2:

  “E
a besta que vi era semelhante ao leopardo, e seus pés eram como os pés
de um urso, e a sua boca como a de um leão: e o dragão deu-lhe o seu
poder, e o seu trono e grande autoridade [exousia] “.

O termo “kosmos ouranous” no Novo Testamento, fica transformado em 2 frases diferentes ;
1– ”kosmos arconte” (singular)
2-“kosmos-krator”  (plural)Isso significa príncipe ou governante  deste mundo, ou os governantes deste mundo.

Em João 12:31, (16:11, 14:30) Jesus usa o “kosmos arconte”referindo-se a Satanás;   “Agora é vindo o juízo a este mundo: agora  o  príncipe deste mundo  será expulso. ”  O termo “kosmos-krator” é usado em Efésios 6, onde vários de todos esses termos são usados:
”Coloque toda a armadura de Deus, para que sejais capazes de permanecer firmes contra as astutas ciladas do diabo. Porque não lutamos contra a carne e o sangue, mas contra  os principados (arche) , contra autoridades (exhousia), contra os dominadores(kosmoskrator) das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade nas regiões celestes [lugares].” Ef 6:11-12Entendamos o que significam estes termos, Efésios 6:12 diz três vezes que estamos lutando contra os anjos caídos, e também contra , em um termo mais amplo , “hostes espirituais da maldade”, que também abrange todos os espíritos malignos, incluindo os chamados demônios.
Enquanto o “kosmos archon”, Satanás, é o chefe, os kosmos-krator” são os anjoscaídos sob as ordens de Satanás, governando as trevas deste mundo.
OBS: ESTÃO ACHANDO COMPLICADO ENTENDER ISTO, AMIGOS DO APOCALINK? POR ISTO DEVEMOS ESTUDAR A PALAVRA PARA ENTENDERMOS TUDO.
A palavra em Efésios 6:12 para a escuridão “, skotos” é a mesma palavra em:
“Para abrir seus olhos para que eles possam convertam das trevas [skotos] à
luz, e do domínio[exousia] de Satanás para Deus, para que possam receber perdão dos pecados e herança entre os que foram santificados pela fé em mim.” Atos 26:18
“Quem tem nos libertado do poder [exousia] das trevas [skotos], e nos transportou para o reino do seu Filho amado. Col 1:13 .

Muitos destes termos também são encontrados em Ef 1:19, juntamente com outro sinônimo, o domínio “kyriotes”. E  que é a suprema grandeza do seu poder para nós que cremos. Estes
estão em conformidade com a operação da força do Seu poder que Ele trouxe em Cristo, quando Ele ressuscitou dos mortos e fazendo-o sentar à Sua direita nos lugares celestiais, muito acima de todos 
(os principados (arche) e autoridades exhousia ) e poder (dynamis) e domínio (kyriotes) , e de todo nome que se possa mencionar, não só neste século, mas também no vindouro. E colocou todas as coisas  debaixo de seus pés, e lhe colocou como cabeça sobre todas as coisas para a igreja, que é o Seu corpo, a plenitude d’Aquele que preenche tudo em todos.

 

O termo “kyriotes” ou “domínio” também é usado em Cl 1:16, 2 Pe 2:10, e 1:8. Judas, aparentemente também usa em referência aos anjos caídos, e o termo “doxa” é usado um pouco e alternadamente também em referência aos anjos caídos.

Em outras palavras, o Novo Testamento menciona estes anjos caídos em muitos lugares. Vários diferentes termos sinônimos são usados, mas todos eles , de maneira geral em referência a esses mesmos anjos caídos. Esta foi  a segunda onda de anjos caídos, muitos ou todos eles a quem foi
dada a responsabilidade sobre as nações, que mais tarde eles entregaram este poder a Satanás fazendo dele o “príncipe deste mundo”, que lutou contra os santos anjos , depois da ascensão de Jesus  e os perdidos foram lançados à Terra, juntamente com Satanás, e que atualmente fazem guerra contra o povo de Deus.
O livro de Apocalipse não  específica sobre quando serão lançados no lago de fogo. Pode ser depois da volta de Jesus em que os exércitos da Besta são derrotados, e a besta é lançada no lago de fogo. Ou pode ser que eles continuem a vagar pela terra, enquanto Satanás estará preso no Abismo por um milênio, ou poderão estar presos com ele. Mas, sem dúvida que eles serão lançados no lago de fogo, com Satanás em algum momento durante os eventos do Apocalipse, como disse Jesus:
” Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda, Afastai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o  diabo  e seus  anjos ” Mateus 25:41

 “”Digam-lhes isto: ‘Esses deuses, que não fizeram nem os céus nem a terra, desaparecerão da terra e de debaixo dos céus’. “Jeremias 10:11

Última modificação em Terça, 11 Julho 2017 22:32
Avalie este item
(0 votos)
Marcos Alencar

É criador do Site Agência Divina.
A visão deste site é para as pessoas que querem compreender um pouco mais sobre os segredo deste tenebroso.
Este é o meu interesse além de colocar sempre em evidência a necessidade da humanidade da maior verdade que este mundo precisa JESUS CRISTO.
Porque sem Ele nada do que for revelado aqui terá importância ou valor.
Alguns fatos importantes que você precisa saber sobre este mundo tenebroso.
O conhecimento destes fatos não mudará o mundo, mas o alertará para a verdade!
"E conhecereis a Verdade e a Verdade o libertarás"

Website.: www.agenciadivina.com.br

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

 Agência Divina

Alguns fatos importantes que você precisa saber sobre este mundo tenebroso.
O conhecimento destes fatos não mudará o mundo, mas o alertará para a verdade!
"E conhecereis a Verdade e a Verdade o libertarás"

Popular Item

Mensagens

A Igreja Edificada

30 Agosto 2017
A Igreja Edificada

Textos Bíblicos: II Crônicas 7:14 – Mateus 16:15-19 A Igreja que disputa horários televisivos, a igreja que disputa audiência no Youtube (yotubers), a igreja que disputa likes no facebook, a igreja...

Uma Guerra

31 Agosto 2017
Uma Guerra

Existe uma guerra o tempo inteiro...Tem muita gente que não a percebe, mas ela está aí.É uma guerra que nos envolve, física, mental e principalmente espiritualmente.